18.9.09

Penso que as horas só podem ter algo contra mim. Não é possível que passem assim tão depressa e insistam em me perturbar.
Digo isso porque preciso de tempo.
Tempo para andar sozinha e observar as pessoas, observar as ruas, olhar fixamente para um ponto e só depois me dar conta de que no fundo eu não olhava para nada, só pensava.
Preciso de tempo para ler um livro e degustar cada palavra. Ouvir um cd e me entorpercer de cada som.
Preciso de tempo pro meu violão, que corre sérios riscos de ficar com as cordas atrofiadas.
Preciso de tempo pra ficar em casa, sozinha, assistir um filme repetido deitada no tapete da sala e no final me dar conta de que eu estou chorando, de novo, pela mesma cena e , ainda, pensar no quanto aquela coadjuvante se parece comigo.
Preciso de tempo para os meus amigos. Tempo para o vinho na praça, para as conversas intermináveis, para os abraços apertados, para os ombros molhados e para os sorrisos.
Preciso de tempo pra escrever. Na verdade, preciso mesmo é de mais tempo pra pensar.
Preciso de tempo para amar. Tempo para andar de mãos dadas, tempo para os olhares apaixonados e para as cartas trocadas.
E o mais importante: preciso de tempo pra mim. Preciso do meu tempo. Tempo pra me olhar no espelho, pra fazer as unhas, pra cortar os cabelos. Tempo pra cantar. Tempo pra perder tempo. Tempo pra deixar o tempo passar.
Tempo.

3 comentários:

  1. Tempo é caminho pra problema e caminho pra soluções também. Pra mim é difícil lidar com ele.

    ResponderExcluir
  2. illanaaaaaaaaaaaaaa20 de setembro de 2009 08:15

    o tempo é caminho pra problema e e caminho pra solução [2], o importante é não desistir

    "Sobre todos aqueles que ainda continuam tentando, Deus,derrama teu Sol mais luminoso."
    caio f.

    illanaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir