31.3.10

Decidi voltar. E foi assim mesmo, como um cãozinho arrependido.
Enfiei o rabo entre as pernas e a caneta no meio dos dedos. Escrevi.
E tudo foi saindo instantâneamente e inconsciente, como se o papel sentisse a minha falta.
E eu a dele.
O problema é que elas queriam sair todas de uma só vez. Sim, as palavras.
Seria melhor se formassem uma fila. Já disse.
E agora?
Agora estamos aí de novo!


(Para Joanna)

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. "Ego e Latrina postou há 4 segundos."
    Parece mesmo que não é só o papel que sente a sua falta...
    Deixa sair, Maricota. Aos montes, aos bolos, aos jatos - as linhas!
    Tanto gosto! Sem mais, com por que!

    ResponderExcluir
  3. Suas palavras é combustivel das minhas!

    ResponderExcluir